MODA/VÍDEO/DANÇA

Imagem, movimento, expressão.  Sincronizando alguns poucos elementos o que se vê é a criação de milhares de editoriais em vídeo. Seja uma pegada vídeo-dança, vídeo-arte ou mesmo uma demonstração mercadológica do produto (essa gostamos menos,rs!) o que se destaca cada vez mais é a necessidade de ultrapassar o velho formato de ver e veicular moda. Aqui vai uma seleção de algumas edições. Tem de tudo: video comemorativo dos 20 anos Dolce e Gabbana, editorial brazuca do Tarcisio Brandão e um vídeo-dança íncrivel  da Dolce e Gabbana pra coleção Outono/Inverno.

Dolce & Gabbana AW by Can Evgin from can evgin on Vimeo.

Anúncios

NOVAS FORMAS OU O FIM DOS DESFILES?

Na temporada 2011 primavera-verão de Paris, o estilista GARETH PUGH foi além no já conhecido recurso de mini-videos ulitilizados por muitas marcas como estrátégia de marketing para complementar os desfiles e estimular seus públicos. Com o auxílio da diretora RUTH HOGBEN criou em vez de um desfile de moda, uma mega apresentação em video projetada numa cinematográfica tela no Estádio Paris Bercy. A demanda orçamentária e mesmo conceitual, em pouco difere de um desfile ao vivo, mas o alcance viral do evento transmitido pela internet disperta questões já levantadas por muitos designers e executivos de moda: SERÁ UM DESFILE DE MODA REALMENTE NECESSÁRIO? SERÁ O VIDEO E A INTERNET NOVAS FERRAMENTAS DA MODA? Para Pugh, a imagem possibilita explorar com intensidade a expressividade dos modelos, sublinhar a emoção de maneira concisa, sem o estress de um desfile, dando liberdade ao estilista. Você pode conferir o video aqui e  participar da interação prosposta por Pugh entre roupa-imagem-público.

A polêmica é forte, mas abre espaço para novas discussões no mundo da moda e sua expressão; será o início de uma revolução fashion? No link abaixo você encontra a matéria completa do NY Times.

http://www.nytimes.com/2010/09/30/fashion/30iht-rshow.html?_r=2&ref=fashion